Prova de Amor - Uma Homenagem para Elisabete Galvão



Neste final do mês de julho, deixará a Direção do Lar São Vicente de Paulo, mantido pela nossa bicentenária Irmandade do Divino Espírito Santo – IDES, a Assistente Social Elisabete Terezinha Dambrós Galvão. Foram mais de vinte anos de dedicação às crianças de 0 a 6 anos. Estima-se que ela acolheu, atendeu e protegeu em torno de oitocentas crianças encaminhadas pelo Juizado da Infância e da Juventude ou pelo Conselho Tutelar, “em momentos de desagregação familiar, risco pessoal e social, oferecendo-lhes um ambiente seguro e carinhoso, minimizando o seu sofrimento pelo afastamento da família de origem”. Representou, também, a IDES no Fórum de Políticas Públicas-Florianópolis, onde suas intervenções eram muito respeitadas, pela experiência que acumulou.

Defendeu a Adoção, por acreditar, conforme argumenta o Conselho Nacional de Justiça, que “a história é mais forte do que a hereditariedade, que o amor é mais forte que o destino”.

Elisabete Galvão dedicou-se sempre de forma silenciosa, sem holofotes e espalhafatos. Pôs em prática, o que nos ensina o religioso japonês Meishu-Sama: “A maior prova de amor que o ser humano pode dar é a dedicação”.

Uma vida comprometida com crianças em situação de risco, uma prova permanente de amor.

Dizemos que Deus é amor. Por consequência, todos os seus gestos e ações foram divinos.