Capela do Divino Espírito Santo


Conheça um pouco mais sobre a história de uma das Capelas

mais lindas e queridas da Grande Florianópolis.


A Capela do Divino Espírito Santo, localizada na Praça Getúlio Vargas nº 212, Centro de Florianópolis e pertencente à Irmandade do Divino Espírito Santo – IDES, é um bem tombado pelo Patrimônio Histórico, Artístico e Natural do Município de Florianópolis (Decreto Municipal nº 270/86). Junto à Capela, temos a Sala do Consistório, destinada a encontros, estudos e reuniões. Todo o entorno deste belo Conjunto Arquitetônico é constituído de bens históricos.

Vinculada à Paróquia da Catedral, é atendida por um Capelão. Atualmente, é o Pe. Valter Maurício Goedert. Sucedeu o Pe. Paulo Bratti, que permaneceu na Capelania de 1973 até sua morte, em 15/5/1982.

A construção da Capela teve início em outubro de 1931, quando era Provedor da IDES o Ir. Henrique da Silva Fontes (1929-31). A “Construtora e Madeireira Berretta & Cia. Ltda.” foi responsável pela edificação, com a supervisão do Ir. João Baptista Berretta. A inauguração se deu no Pentecostes de 1932, na gestão do Provedor Ir. Lauro Marques Linhares (1932-33).


Destacam-se seus lindos Vitrais, os quatro delicados lustres, um piso inigualável, ambiente climatizado, som de qualidade, o Altar-Mor, com as belas imagens do Sagrado Coração de Jesus, de Nossa Senhora Rainha e de São José e os dois Altares Laterais, com as imagens francesas e as relíquias de Santa Teresinha do Menino Jesus e São Vicente de Paulo, Patrono da IDES. Todos os altares, a Mesa Eucarística e o ambão são artisticamente talhados em madeira. Vinte e cinco bancos destinam-se à participação dos fiéis, cujas Missas são celebradas aos sábados, às 18 horas, e na primeira segunda-feira de cada mês, às 15 horas, quando se dá o Encontro dos Devotos de Santa Teresinha. No segundo sábado, temos a Missa dos Irmãos, onde nos apresentamos com vestimenta própria da confraria, conhecida por opa. No último sábado do mês, o Coro Vozes do Divino, integrado por alunos da IDES, abrilhanta a Celebração Eucarística. Desde 1774 - inicialmente na Matriz de Nossa Senhora do Desterro/Catedral e, a partir de 1932, nesta Capela - é realizada a Divina Festa, com o Cortejo Imperial, devoção que herdamos dos povoadores portugueses. Muitos noivos optam, também, por realizar a cerimônia religiosa do casamento nesta Capela, por sua beleza e aconchego.


Por fim, devemos nos reportar à Mesa Eucarística, que contém a escultura do Pelicano com seus três filhotes. Esta ave marinha, muito sociável, de mais de um metro de altura, chegando a quase dois metros e meio, quando suas asas estão abertas, tem uma característica especial: uma grande bolsa sob o bico, onde armazena peixes. A forma de pescar dos pelicanos, que andam sempre em grandes grupos ou colônia, também mereceria estudos. “Pelicano eucarístico é um símbolo católico que apresenta relação direta com a refeição por excelência, a Eucaristia, uma vez que Cristo deu seu próprio sangue para alimentar o povo. É o símbolo do sacrifício e da doação”. No Salmo 102, temos citação expressa a esta ave: “Sou como o pelicano do deserto, que fustiga o peito e alimenta com o próprio sangue os seus filhos”. São Jerônimo e São Tomás de Aquino, em suas obras, fazem referência a este expressivo símbolo.

Seja bem-vindo (a) à nossa Capela do Divino Espírito Santo!

Ademar Arcângelo Cirimbelli

Provedor da IDES / dezembro de 2017.

#Mensagemdoprovedor

0 visualização
Atuamos de forma compatível  à agenda de desenvolvimento sustentável da ONU, em especial
os ODS nº 4, 8, 10 e 16

 IDES: Rua Emílio Blum, 124 - Centro - Florianópolis - Cep. 88020-010 - Telefone: (48) 3224-5008 - E-mail: contato@ides-sc.org.br

© 2016 / 2020  Feito com 🧡 por Marketing IDES - Irmandade do Divino Espírito Santo 

MODS-SC-Selo 2020-PJ-alta.png
8.jpg
ODS 10.jpg
16.jpg