Família, laboratório do amor!



Luís Fernando Veríssimo, escritor gaúcho autor de mais de sessenta obras, afirmava que “A família não nasce pronta; constrói-se aos poucos e é o melhor laboratório do amor. Em casa, entre pais e filhos, pode-se aprender a amar, ter respeito, fé, solidariedade, companheirismo e outros sentimentos”.

A afirmação de que ela é a base da sociedade não é chavão; é a realidade. Somos o reflexo da família que temos.


No Programa “Palavra Viva” de 03.01.2018, Professor Carlos Martendal faz profundas reflexões sobre a família. Relembra uma fábula de La Fontaine: Havia um grande incêndio na floresta. Todos os animais fugiam apavorados: o leão - rei das selvas -, o elefante, o tigre, o javali, a onça, o macaco, todos fugiam correndo quanto podiam e tomados de medo. Um passarinho, contudo, sobrevoava o incêndio, ia até um riacho que passava perto da floresta, molhava o seu bico e transportava uma gota de água, que jogava sobre o fogo. Os animais riam e gozavam dele: Êh, o que adianta isso que estás fazendo? Por acaso vais apagar o incêndio que consome nossa floresta? Não - disse o passarinho -, mas isso é tudo o que eu posso fazer! Que lição cada um de nós pode tirar daí, não é mesmo? O passarinho fez tudo o que dependia dele, não fugiu nem se omitiu, não se preocupou com suas limitações, não teve medo do fogo.


<