NEREU DO VALE PEREIRA – Um expressivo legado cultural e de fé

Autor:

Ademar Arcângelo Cirimbelli


Cacau Menezes e Nereu do Vale Pereira

É descendente, em sexta geração, dos povoadores açorianos que chegaram à então Vila de Nossa Senhora do Desterro, no grupo de 1749 (Base das Ilhas de São Jorge, Faial e Terceira). Seu pai, “Manezinho Hyppólito do Valle Pereira”, é do Bairro João Paulo e sua mãe, Olindina, da localidade de São José da Ponta Grossa, norte da Ilha.

Professor Nereu nasceu no dia 13 de setembro de 1928, no centro de Florianópolis, nos “Canudinhos” (designação popular do final da Rua Major Costa), na última casa dessa rua. Doutor em sociologia e economista foi professor da UFSC, folclorista e dirigente esportivo. Faz parte de inúmeras Academias, Associações Literárias, Culturais e Científicas. Idealizou e administra o Ecomuseu do Ribeirão da Ilha, o qual possui um acervo eclético, ligado ao povoamento da Ilha de Santa Catarina e à história da Freguesia do Ribeirão da Ilha.


Algumas obras de sua autoria: Santa Catarina: Aspectos históricos, sociais, econômicos, políticos e geográficos; Municipalismo e Desenvolvimento; Condições Residenciais da Bacia Carbonífera Catarinense; Desenvolvimento e Modernização; Ribeirão da Ilha - Vida e Relatos; Associação Irmão Joaquim – 100 anos de amor ao próximo; Descortinando as 100 Belas Praias de Florianópolis; Memorial Histórico da Bicentenária Irmandade do Senhor dos Passos; Via Expressa Sul, Estudos de Impactos Ambientais; Os Engenhos de Farinha de Mandioca da Ilha de Santa Catarina; Origem e Raízes do Boi-de-Mamão Catarinense; Ritos de Passagem; Folclore Ergológico; O Sentimental e o Folclórico Pão por Deus; Do fato folclórico ao fato turístico; As Festas do Divino Espírito Santo – Origens; Sobre a Pombinha Açoriana; A Arte da Baleeira: Mandioca e Tradição; A Simbólica do Espírito Santo; A Flor Símbolo de Santa Catarina; Contributo Açoriano para a Construção do Mosaico Cultural Catarinense; Saco dos Limões, O Ontem; Santa Catarina A Ilha - 500 Anos, Origem de sua denominação e outros feitos; Farpas da Açorianópolis; Dicionário Toponomástico de Florianópolis.